S.O.S. SAÚDETEST

Experenciamos o maior dom de todos: a Vida; que exige de nós constantes adaptações diante das situações que nos são apresentadas. Queremos partilhar informações e sugestões que possam ser de utilidade a todos. 15/07/2009 (by Angela e Luccas Brunno).

Subscribe
Youtube
Heart

DESEJAMOS A TODOS UM FELICE NATAL!!


Desde pequena as "pedrinhas brilhantes" exerciam um fascínio sobre mim... adorava recolhê-las pelas vizinhanças de onde eu morava. Achava-as lindas... e o tempo foi passando... continuei gostando delas... do que elas irradiam... da beleza ímpar de cada uma delas. Depois de décadas eu fiz um curso de cristaloterapia com minha amiga Flávia Panizzi Possamai, aqui de Bento Gonçalves e me encantei com as informações trazidas por uma geóloga da UFRGS que essa amiga trouxe para o curso (que se não me falha a memória se chamava Vânia). Passei a utilizar das dicas que me foram dadas e as repassei aos amigos e pacientes... ajudei que organizassem suas pedrinhas para essa ou aquela finalidade... que as "programassem e as energizassem "Costumava fazer um "elixir" também... colocava algumas pedrinhas em água para que elas deixassem nesta água as suas boas energias... A Flavia, querida amiga, mestre Reikiana continua seus estudos e repassa seu conhecimento aos interessados (flaviareiki@terra.com.br). Elas são lindas! Continuam a me encantar! 

Abraço fraterno,
(by Angela Regina e Luccas Brunno)




Cristais são fonte de luz e energia, com poder especial de emanar vibrações positivas. Você sabia que a safira e o topázio foram usados por alguns papas para evitar as energias maléficas? Que a ametista foi um recurso utilizado para evitar a embriaguez dos padres? Além disso, que o citrino ajuda os negociantes e a pérola intensifica a magia sexual da mulher? Conheça a seguir as propriedades mágicas e curiosidades sobre vários cristais, gemas e pedras preciosas.



Foto: Getty Images

Ágata

Utilização: Amuleto contra mau-olhado. 

Seu nome deriva do rio Ágata, localizado na Sicília, onde já era extraída desde os tempos do Império Romano. Há muito tempo atrás, os agricultores a penduravam no corpo ou a amarravam nos chifres do boi de arado, para garantir colheitas abundantes. 

O povo antigo da Grã-Bretanha acreditava que, se colocada debaixo do travesseiro, curava a insônia, gerando sonhos agradáveis. No Mediterrâneo, as mulheres colocavam a ágata dentro de um copo com água e bebiam, acreditando ser um filtro de fertilidade. Na hora do parto, as gestantes a amarravam na coxa, para protegê-las.



Foto: Getty Images

Água Marinha

Utilização: Proporciona a esperança, a concentração e o bem-estar. 

Mineral cuja palavra deriva do latim e significa “água do mar”, sempre foi considerada uma pedra de sorte dos marinheiros, viajantes e das embarcações. É também conhecida como “pedra sagrada”. O Papa Júlio II (1443-1513) possuía uma água-marinha de cinco centímetros de comprimento incrustada na sua tiara. 

Crê-se que ajuda os estudantes a aumentar a concentração. É conhecida também como a pedra da juventude, esperança e da saúde. Tem a função de fortalecer os órgãos purificadores, como o fígado, baço, tireoide e rins. Também é benéfica aos olhos, dentes e a garganta.




Foto: Getty Images

Âmbar

Utilização: Protege as pessoas contra a má-sorte. 

O âmbar é uma resina fossilizada do pinheiro Pinus succinifera, formado no Período Eoceno, que floresceu entre 55 a 35 milhões de anos. A velha tradição chinesa diz que ele era feito da alma do tigre que ao morrer, se transformava no âmbar. Seu outro nome era electrum, ou seja, eletricidade e teria servido nas primeiras demonstrações de eletricidade estática.

Antisséptico, era usado em bocais de cachimbo para evitar infecções. Crê-se que é benéfico colocar uma pedra de âmbar sobre qualquer parte do corpo que esteja dolorido para ajudar no seu restabelecimento. Após muito uso, torna-se opaco e nebuloso. Faz parte do grupo de “não minerais” que inclui o coral e a pérola.




Foto: Getty Images

Ametista

Utilização: Associada à Nova Era e à espiritualidade, consegue dissolver as forças negativas transformando-as em positivas.

Desde a Antiguidade, atribui-se à ametista poderes sobrenaturais, conferindo sorte, estabilidade e proteção contra feitiços. A lenda grega diz que a ametista era uma ninfa que amava Baco, o deus do vinho, e quando foi desprezada, se machucou. Tornou-se uma pedra cujo poder mágico neutralizava os efeitos da bebida. A palavra ametyst significava “não bêbado”. 

Crê-se que ela limpa o ambiente, pois absorve as forças negativas como uma esponja e devolve aos éteres, purificadas. Sua cor representa a vibração máxima da terceira visão, auxiliando a mente para uma compreensão mais profunda.




Foto: Getty Images

Citrino

Utilização: Protege o ambiente de trabalho.

O nome citrino é derivado do latim citrus, devido a cor amarelo-limão. É artificialmente criado pelo aquecimento da ametista (qualidade inferior) em 480 ºC. Por isso, poderia ser chamado de “ametrina”. 

É o mineral mais indicado para ser usado no ambiente de trabalho, sobre a mesa para estimular a criatividade. Esta pedra é utilizada nos negócios e na educação. O propósito do citrino é desenvolver a autodisciplina para viver com maior conscientização. Desencadeia uma força vibrante para o seu usuário.




Foto: Getty Images

Coral

Utilização: Remove as impurezas da aura; também é usado como amuleto contra o azar.

O coral é formado em recifes, bancos e atóis com troncos de suas numerosas ramificações. Forma-se em mares quentes numa profundidade 50 a 150 metros. Seu nome provém de uma palavra grega que significa “ninfa do mar”. Tem em torno de si, várias lendas e sempre foi considerado um amuleto contra o demônio e o azar.

Os vínculos entre o coral e a fertilidade feminina levavam as camponesas italianas a se utilizarem dos corais. Era também conhecido como “doador da vida”. Crê-se que este material orgânico remove as impurezas do sangue e da aura. Também aquece, vitaliza e estimula a corrente sanguínea. Faz parte do grupo de “não minerais” que inclui o âmbar e a pérola.




Foto: Getty Images 

Diamante 

Utilização: Proteção e purificação dos pensamentos inferiores. 

O diamante é uma das pedras mais belas do mundo, embora 80% de sua extração tenha uma cor sombria e nada atraente, que ocorrerá depois do corte e da montagem. Recebeu este nome derivado do grego que significa “indomável” por ser a pedra mais dura da substância da terra. Ele é 140 vezes mais duro do que o rubi e mil vezes mais do que o quartzo. No curso de milhões de anos, o diamante irá se transformar em grafite.

Desde o século 15, acreditava-se que dois diamantes confeccionados juntos em um único anel podiam “se acasalar” protegendo tanto o casamento como os rebentos (vem daí a tradição de se presentear a esposa com uma aliança de diamantes depois do nascimento dos filhos). Crê-se que o diamante garante o afeto e a fidelidade, assim como a cordialidade e a sinceridade. Devido a sua resistência, o uso de um anel confeccionado com um diamante torna quem o possui, muito protegido.



Foto: Getty Images

Esmeralda 

Utilização: Favorece o amor, a verdade, a boa saúde e a revelação do futuro. 

A palavra esmeralda provém do grego smaragdos, mas é possível que a origem do nome seja persa e significa “pedra verde”. Era consagrada à grande deusa Gaia (planeta Terra). Sempre foi valorizada pelos gregos e romanos tornando-se a pedra da deusa Vênus (ou Afrodite).

Os antigos acreditavam que a quebra de um juramento fazia com que a esmeralda perdesse sua coloração. Nos tratados indianos, consideravam que a esmeralda destruía as influências demoníacas e onde quer que fosse guardado, seu proprietário ficaria protegido dos espíritos malignos.



Foto: Divulgação

Granada 

Utilização: Confere fidelidade, simpatia e poder de decisão.

Nome derivado do latim “grão”, indica a abundância, a prosperidade e a fecundidade. Ela recebeu seu nome de granatum, o símbolo do ventre materno e, sendo assim, favorece o sexo feminino. Pertence ao grupo de silicatos e seu nome não designa especificamente uma gema, mas sim, um grupo de gemas. Tem relação com o francês antigo grenat, que significa “vermelho”. É associada ao sangue e crê-se que melhora a circulação sanguínea.

Os soldados indianos que combateram os britânicos em 1857 usaram a granada para estancar os ferimentos sangrentos.




Foto: Getty Images

Hematita

Utilização: Escudo protetor contra energias contrárias.

A tradução literal da hematita, é “pedra de sangue”; pois, ao ser polida, tinge de vermelho-sangue a água utilizada para a sua lapidação. 

As mulheres egípcias dormiam com a hematita debaixo do travesseiro para que seus bebês nascessem perfeitos. Associada ao planeta Marte, crê-se que fornece ao corpo o poder da invulnerabilidade. É usada para proteger contra danos ou ferimentos causados por acidentes.

O propósito da hematita é a purificação e a energização do veículo físico. Por ser um mineral magnético, atrairá ou repelirá, servindo como um escudo protetor contra as energias contrárias.



Foto: Getty Images

Lápis-lazúli

Utilização: Proporciona o sucesso e a proteção dos poderosos.

O nome lápis-lazúli é de origem árabe e do latim, significa “pedra azul”. É conhecido como lazurita. Este silicato foi muito apreciado pelos egípcios e largamente aproveitado pelos babilônicos, hindus e budistas.

Crê-se que outorga a capacidade da ação, do sucesso e atrai a proteção dos poderosos. O intenso azul-real com brilhantes partículas douradas sempre foi um símbolo de poder e realeza.

Revigora após a exaustão física e a fadiga. Auxilia o indivíduo a recobrar a fé. Uso indicado para evitar o sentimento de abandono.




Foto: Getty Images


Obsidiana

Utilização: Atrai a luz espiritual.

É um vidro natural, proveniente do material vulcânico derretido, exposto ao ar e resfriado com rapidez para formar cristais. Seu nome pode ser proveniente de uma má tradução do latim, lápis obsianus, termo usado por Plínio, o Velho (23-79 d. C.). Os antigos mexicanos faziam espelhos para a adivinhação com a obsidiana polida e, por isso, era chamada de “pedra divina”.

Crê-se que a obsidiana preta pode auxiliar a trazer mais luz a um mundo obscurecido. Teria a capacidade espiritual de ajudar as pessoas que são dependentes de drogas. Também atua como um agente de conscientização neste planeta. Age atraindo as qualidades da alma para o corpo.



Foto: Getty Images

Olho de tigre 

Utilização: Tem o poder de aumentar a intuição e alertar contra os perigos.

Atribui-se ao olho de tigre a capacidade de aumentar o poder intuitivo de quem o usa. No Ceilão, é usado como amuleto para afastar espíritos malignos. Associado a terra, este mineral atrai dinheiro, favorece as relações sólidas, além de preservar os amigos sinceros e verdadeiros.

No Oriente, acredita-se que o olho de tigre tem o poder de ajudar no tratamento da artrite e dores na coluna.




Foto: Getty Images

Ônix

Utilização: Consciência do carma, ou seja, a lei da ação e da reação.

Como sua cor é escura, está relacionado as profundezas da terra e sua energia. Na Índia, era lapidado no formato de coração para que, desta maneira, “resfriasse os ardores do amor”. Também foi muito usada em camafeus, com a intenção de fortalecer a estrutura óssea, o coração e os olhos.

Crê-se que ajuda a abandonar relacionamentos do passado e superar os problemas financeiros. O ônix mostra que somos regentes do nosso destino. 



Foto: Getty Images

Opala 

Utilização: Aumenta a vidência. 

A palavra opala deriva do sânscrito upala e significa “pedra valiosa”. Ela contém uma quantidade variável de 30% de água e, sendo assim, pode secar tornando-se opaca. Guardada em um algodão úmido com óleo ou glicerina, é possível retardar a degenerescência.

Na Idade Média, acreditava-se que o portador desta gema se tornava invisível e por isso, era a pedra preferida das bruxas e ladrões; deste modo, obteve a reputação de má sorte. Seu propósito é adquirir a intenção consciente das emoções.



Foto: Getty Images

Pérola

Utilização: Usada para seduzir o sexo masculino.

Ainda não se conhece a origem da palavra pérola, mas pode ter sido uma alusão à sua forma esférica, do latim sphaerula.

No mundo antigo, seu uso era exclusivo das sacerdotisas. As noivas hindus a usavam como símbolo de magia sexual e por causa destas associações com o paganismo, alguns europeus insistiram em afirmar que a pérola era um presente azarado e que significaria lágrimas mais tarde. Na tradição esotérica acredita-se que “se o fio de um colar de pérolas se rompe, simboliza a absorção de uma saturação negativa”. Não é possível determinar o período de vida de uma pérola, mas tanto o lugar seco como úmido podem ser prejudicial; é sensível ao suor, cosméticos, laquê e aos ácidos. Ela faz parte do grupo de “não-minerais” como o âmbar e o coral.



Foto: Getty Images

Quartzo

Utilização: Dissolve os nós que bloqueiam o fluxo de energia.

12% da crosta terrestre é formada por quartzo. Em latu sensu, a palavra “quartzo” está diretamente associada aos minerais com a mesma composição química da ametista, citrino, olho de tigre, entre outros. Ele substitui o diamante nos rituais sagrados. 





Foto: Getty Images

Quartzo enfumaçado

Utilização: Evita a vulnerabilidade em absorver fluidos negativos.

Seu nome deriva exatamente da cor enfumaçada. Considerada uma pedra sagrada desde os tempos dos druidas, conserva esta ideia ainda hoje na Escócia.

Os estudiosos esotéricos explicam que os atlantes o teriam utilizado de forma errônea para a criação de novas raças, provocando o desaparecimento do continente. Este quartzo realça a profunda ligação com a terra e a preservação do meio ambiente.





Foto: Getty Images

Quartzo rosa

Utilização: Purificador de ambientes.

O quartzo tem este nome pela cor rosa. É associado ao amor, ternura, paz e alegria. Crêse
ser capaz de curar as desilusões, pois teria o poder de dissolver as cargas negativas acumuladas no coração. Tem a capacidade de aumentar o amor fraternal e evitar as discussões.





Foto: Getty Images

Rubi

Utilização: Favorece o sucesso.

O rubi é uma variedade da gema vermelha do coríndon. Provém do sânscrito kuruvinda, ou seja, “rubi”. A palavra também pode ter origem latina, rebeus. Uma lenda no Sri-Lanka relata que “as lágrimas de Buda se transformaram em rubis”; por isso, é uma gema sagrada para os budistas. Diz-se que Catarina de Aragão (1485-1536), a primeira rainha de Henrique VIII, teria sido advertida do seu declínio real pela perda da coloração do rubi que usava.

Desde o século XX, o rubi é produzido sinteticamente para as joalherias. Ele favorece o amor, a beleza e garante o sucesso. É a energia criativa dedicada aos aspectos mais elevados do self-superior.




Foto: Getty Images

Safira

Utilização: “Pedra da boa sorte do destino”, é associada ao mundo celeste.

A palavra safira vem do persa saffir, do árabe safir e do grego sapphiros (que significa amado de Saturno). A tradição judaica revela que as letras gravadas nas tábuas dos Dez Mandamentos das leis que Deus concedeu a Moisés foram feitas de safira. Os persas acreditavam que era o próprio elixir da imortalidade.

O Papa Inocêncio III (1160-1216) ordenou que todos os anéis dos bispos contivessem a safira, para que os clérigos resistissem às influências pouco harmoniosas. Depois, estendeu o uso aos cardeais.




Foto: Getty Images

Turmalina

Utilização: Elevar a vibração espiritual.

A turmalina possui mais de cem variedades e por ser piroelétrica, desenvolve uma carga estática. É uma pedra que atrai e absorve; por isso é preciso limpá-la com frequência.

Um dos seus atributos consiste em transmitir a virtude. O propósito da turmalina verde é fortalecer o corpo físico para a utilização da força espiritual e o da turmalina rosa, expressar o amor à vida através do compartilhamento. Também pode auxiliar o estudioso sincero a estabelecer um vínculo com a própria fonte de luz interior.




Foto: Getty Images

Turquesa

Utilização: É chamada de “pedra dos anjos” e confere a proteção dos seres angélicos.

Turquesa significa “pedra turca” e seu nome se originou provavelmente no século XV, turqueise (francês) - que significava “turco” -, já que as rotas comerciais da Europa traziam esta linda pedra quando passavam pela Turquia, cujo nome era fayruz, ou seja, “pedra da sorte”. Na Idade Média, acreditava-se que a pedra aliviava a melancolia. É respeitada pelos maometanos por ter sido escolhida para ser incrustada nos trechos do Al Corão.

Como tem fosfato, crê-se proporcionar poderes cerebrais mais apurados. Ela possui uma umidade natural que pode ser perdida ao longo dos anos.


- Limpeza e Programação

Em seu livro El Poder Mágico de Los Cristales, o autor A. Gallotti ensina que: “os cristais são infinitamente mais estáveis que as pessoas, mas isso não impede de carregar-se de vibrações que recebem. Às vezes, estas vibrações são positivas (...), mas em outros casos, é certo que ignoramos a história do cristal que chegou até nós. Como foi obtido? Quem o manipulou? Como estava a saúde da pessoa? Como era o ambiente?” Por isso, é recomendado que se faça a limpeza do cristal.

- Coloque-o dentro de uma bacia com água e sal por vinte e quatro horas. 
- Depois disso, segure-o na mão esquerda ou coloque sua mão esquerda sobre ele e peça para que evite qualquer tipo de negatividade espiritual. 
- Se desejar, o coloque na terra (pode ser em um vaso de flores) por mais um dia. Após esta operação, faça a sua programação.

A programação é projetar um pensamento. 
- Segure o quartzo próximo do centro do terceiro olho, localizado nos intercílios. Crê-se que o cristal conseguirá reter a forma programada do pensamento que foi emanado de você; por isso, pense de forma clara para obter um bom resultado.

* Monica Buonfiglio/ Especial para Terra. 




" Pedras no caminho? Guardo todas... um dia construirei um castelo!"
(by Fernando Pessoa)

[Ler mais...]




Neste dia 15 de Julho o nosso Blog S.O.S. SAÚDE completa 3 anos de existência. Ficamos muitos felizes de contabilizar mais de 60.000 acessos neste intervalo de tempo. O Luccas Brunno e eu agradecemos o carinho de todos vocês. Agradecemos também os incentivos e palavras amigas que só fazem aumentar a nossa responsabilidade em postar assuntos e temas que despertem a atenção de vocês, assim como possam trazer informações de interesse a todos.


PARABÉNS a todos nós!! Que possamos comemorar essa data por muito tempo!!


(by Angela Regina e Luccas Brunno).
[Ler mais...]


Pernilongos são um incômodo... de Norte a Sul... de Leste a Oeste. Recebemos essa dica de amigos e partilhamos com vocês queridos leitores. Poupar o meio ambiente e ao mesmo tempo nos livrar desse transtorno é o nosso objetivo. Vamos experimentar? 

Abraço fraterno,
(by Angela Regina e Luccas Brunno)



- É UM MÉTODO MUITO EFICIENTE.

SERVE PARA QUALQUER PERNILONGO, e MESMO O DA DENGUE, MOSQUITOS e INSETOS VOADORES:

Como matar mosquitos ecologicamente correto. 
Para ajudar com a luta contínua contra os mosquitos da dengue e a dengue hemorrágica, uma idéia é trazê-los para uma armadilha que pode matar muitos deles. 

O que nós precisamos é, basicamente: 

200 ml de água, 
50 gramas de açúcar mascavo, 
1 grama de levedura (fermento biológico de pão, encontra em qualquer supermercado) e uma garrafa plástica de 2 litros 



Como fazer: 


1. Corte uma garrafa de plástico (tipo PET) ao meio. Guardar a parte do gargalo: 





2. Misture o açúcar mascavo com água quente. Deixe esfriar. Depois de frio despejar na metade de baixo da garrafa. 





3. Acrescentar a Levedura. Não há necessidade de misturar. Ela criará dióxido de carbono. 




4. Colocar a parte do funil, virada para baixo, dentro da outra metade da garrafa. 




5. Enrolar a garrafa com algo preto, menos a parte de cima, e colocar em algum canto de sua casa. 





6. Em duas semanas você vai ver a quantidade de pernilongos e mosquitos que morreu dentro da garrafa. 




7. Além da limpeza de suas casas, locais de reprodução de pernilongos e mosquitos, podemos utilizar este método muito útil em: 

Escolas, Creches, Hospitais, residências, sítios, chácaras, fazendas, floriculturas, etc. 
Não se esqueça da Dengue nos próximos meses: este pernilongo pode matar uma pessoa!!!





"Se não puder se destacar pelo talento, vença pelo esforço."
(by Angela e Luccas)
[Ler mais...]


*Instituído há muitos anos, o Outubro Rosa pode ser um momento muito especial na vida das mulheres. Ele pode servir para motivar muitas mulheres a consultarem e, se necessário se tratarem precocemente de doenças que ceifam vidas, como o caso do Câncer de mamas, além de ser uma oportunidade das mulheres prestarem mais atenção em si próprias, buscando diagnosticar e tratar muitas situações que poderiam vir a se tornar graves com o passar do tempo. Mais do que somente lembrar do Câncer de mama e da importância do diagnóstico precoce e rápida instituição do tratamento adequado a cada caso, o OUTUBRO ROSA é um momento das mulheres tirarem dúvidas a respeito de outras doenças que as afetam, momento de consultar, de se cuidar. Há outras enfermidades, cujo sucesso do tratamento e cura dependem de diagnósticos precoces. Busquemos então, neste mês dar uma atenção especial às mulheres e a algumas doenças que em as afetando podem ser danosas, lesivas e também fatais.Nosso desejo é o de que cada vez mais as mulheres possam ter acesso aos serviços de saúde eficazes e resolutivos.
abraço fraterno,
(by Angela e luccas brunno)



Vocês já deve ter ouvido falar sobre isso, mas nunca é demais nos conscientizarmos. Afinal, o "Outubro Rosa" nasceu há 10 anos na Califórnia. E a cada ano vem aumentando a adesão ao movimento mundial, que visa chamar atenção, diretamente, para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce para ampliar as chances de cura para a doença. A doença cresce rápido e progressivamente e é comum em mulheres acima dos 40 anos, o que não significa que mulheres abaixo dessa idade ou os homens não possam desenvolvê-la. Segundo dados da OMS, cerca de 25% dos casos incidem nas com ou menos de 40 e para cada 100 casos, existe 1 em homem.


Aqui estão reunidas desde as primeiras iniciativas, até as que atualmente manifestam-se no mundo.


O movimento no mundo

O objetivo do nosso site é divulgar, de modo simples e verdadeiro, todas as contribuições de vários segmentos da sociedade em relação a esta ação mundial, que embeleza com seu tom rosa, nas mais diversas nuances, monumentos e locais históricos, no sentido de nos mostrar, de modo belo e feminino, a importância da luta contra o câncer que mais mata mulheres em todo o mundo.
O importante é, na realidade, focar este sério assunto nos 12 meses do ano, já que a doença é implacável e se faz presente não só no mês de outubro. No entanto, este mês é representativo para a causa, tornando-se especial e destacado dos demais. 







Ninguém é dono desta iniciativa. Simplesmente desejamos contar a história como ela é, respeitando aqueles que, muitas vezes de modo anônimo, prestaram a sua homenagem e manifestaram seu acolhimento à causa.






[Ler mais...]


FOLLOW ME - Twitter
Nós, do Blog S.O.S. SAÚDE estamos sempre pensando no melhor para os nossos seguidores e visitantes, colocamos mais uma nova ferramenta: "FOLLOW ME" do TWITTER ou seja SIGA-ME no TWITTER, pois assim os nossos leitores, que optarem por essa maneira de nos seguir, saberão das nossas atualizações do Blog via TWITTER. É necessário apenas que se escrevam clicando em "Siga-Nos no Twitter" abaixo de Assinantes. 
(by Angela Regina e Luccas Brunno)







" A Arte de escultar é como uma Luz que dissipa a Escuridão da Ignorância."
(by Dalaí Lama)
[Ler mais...]